Valorização Olaria de Fonte lima

O Centro de produção de olaria tradicional de Fonte Lima integra a lista dos três centros produção de olaria no país. A saber, Traz dos Montes e Fonte Lima, na ilha de Santiago, e Rabil, na ilha da Boavista.

Fonte Lima, comunidade rural pertencente ao Concelho de Santa Catarina, à semelhança dos outros meios rurais no país, teve desde sempre na agricultura e criação de gado o principal meio de subsistência.

Contudo, foi no artesanato tradicional que se encontrou o complemento da renda familiar. Esta atividade, essencialmente feminina, tem permitido às mulheres de Fonte Lima, na sua maioria chefes de família, um ramo e rendimento de vida.

o artesanato tradicional de Fonte Lima, inicialmente voltado para o uso doméstico, possui a mesma base técnica dos outros centros. Embora, contemple diferenças específicas no tocante à modelagem e produto final. Frutos de uma técnica e saber transmitidos de geração em geração.

Por forma a garantir o seu perpetuar e valorização, o Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do Instituto do Património Cultural, em parceria com a Câmara Municipal de Santa Catarina, tem em curso o projeto de valorização de olaria tradicional de Fonte Lima.

Um projeto que visa dar a conhecer o minucioso trabalho feito por estas chefes de família, o ciclo de produção da olaria em Fonte Lima e o saber por detrás do mesmo.

Para o efeito uma equipa do IPC, coordenada pela Antropóloga Ana Samira Carvalho (Sasilca Ana), técnica da Direção do Património Imaterial, tem estado no terreno a recolher dados históricos, fotográficos e biográficos para materialização do inventário, catálogo, filme etnográfico desse saber tradicional. Projeta-se, ainda, um futuro Centro Interpretativo de Olaria de Fonte Lima na localidade.

De referir que o projeto já foi apresentado à edilidade local, através do pelouro da cultura, que o considerou exequível e um potencial alavanque da comunidade.

Últimas Notícias