escavacao-flamengos.jpg

No quadro da Reabilitação da Capela de Flamengos, localizada no Município da Calheta de São Miguel, o Instituto do Património Cultural, em parceria com a Câmara Municipal de São Miguel, realizou escavações arqueológicas no interior e área circundante à capela.

No decorrer deste trabalho, coordenado pela Arqueóloga do IPC, Nereide Pereira (Escuteira Nireida Pereira), encontrou-se ossos humanos, que pelas primeiras análises, de rosto para cima e voltadas para o altar, apontam para pessoas ligadas ao clero. Foi ainda encontrado contas de rosário e outros artefactos na zona do altar.

Os vestígios encontrados, tanto no interior como no exterior da capela, seguirão para análise mais aprofundada que ditará o curso dos trabalhos de reabilitação neste edifício construído em formato T, com dois corpos escalonados de um só pano delimitado por pilastras nos cunhais arrematadas por pináculos, rasgada por vãos de verga em arco pleno, com frontão triangular.

O Presidente do IPC, Hamilton Jair Fernandes e equipa, de visita às escavações pontuou que as mesmas interpelam para uma investigação mais aprofundada da história do edifício e local, importantes para a criação de uma nova narrativa histórica voltada para o turismo cultural e religioso.

A reabilitação da Capela de Flamengos, enquadra-se no Plano Nacional de Reabilitação dos Edifícios Históricos, traçado pelo Ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, através do IPC, e é financiada pelo Governo de Cabo Verde, através do eixo IV do PRRA.

Últimas Notícias