84028478_2649501008438252_5003080319323078656_o.jpg

A equipa do IPC recebeu hoje, a Secretaria Executiva da CNU para um encontro de trabalho sobre a socialização da Lista Indicativa de Cabo Verde na UNESCO

Na manhã desta segunda-feira, a equipa do Instituto do Patrimonio Cultural, liderada pelo seu Presidente, Hamilton Fernandes, manteve um encontro de trabalho com Secretaria Executiva da CNU, Carla Palavra.

A reunião teve como ponto único a elaboração de um programa de socialização da lista indicativa de pais, submetida à UNESCO no ano 2016. Ficou o compromisso da criação de uma equipa de trabalho, que irá apresentar uma projecto a ser submetido a financiamento da UNESCO, no quadro dos Fundos de Participação.

Cabo Verde é Estado Parte da Convenção para Proteção do Património Mundial Cultural e Natural de Paris, 1972. Procedeu a sua retificação no ano de 1987, comprometendo junto da UNESCO, proteger e valorizar o património cultural e natural nacional, permitindo a sua transmissão as futuras gerações. 

Sendo assim, o artigo nº 11 da convenção determina que cada Estado Parte deva submeter na medida do possível, ao Comité do Património Mundial (organismo responsável para avaliação de bens para entrada na Lista do Património Mundial), um inventário dos bens do património cultural e natural situados no seu território.

Tal inventário é denominado de Lista Indicativa, e é um dos requisitos fundamentais para inscrição de um bem na Lista do Património da Humanidade. Entre outros requisitos essenciais, são os 10 critérios de avaliação do Valor Universal Excecional definidos pelo Comité do Património Mundial

Cabo Verde fez a sua primeira Lista Indicativa em 2003 e contava com os seguintes bens: Parque Natural de Cova, Paul e Ribeira da Torre (Santo Antão); Salinas de Pedra de Lume (Sal); Centro histórico da Praia (Santiago); Campo de Concentração do Tarrafal (Santiago); Centro histórico de São Filipe e Chã das Caldeiras (Fogo)

Uma das exigências do Comité do Património Mundial, é que a cada dez anos ou sempre que possível, os Estados Parte da Convenção de 1972, atualizem a sua Lista Indicativa. Tendo em conta este quesito, Cabo Verde fez a atualização da sua lista em 2016, atualizando as informações da lista de 2003 e acrescentando mais dois bens, a saber: Reserva Natural de Santa Luzia e Reservas Integrais dos Ilhéus Raso e Branco; e o Centro Histórico de Nova Sintra na ilha Brava. 

Tomaram parte ainda da reunião, Jaylson Monteiro, Director dos Monumentos e Sítios, Fatima Barbosa, José Landim e Edson Brito, todos técnicos do IPC.

Últimas Notícias